Novena a São Vicente de Paulo 2022: Dia 8

por | set 25, 2022 | Formação, Reflexões | 0 Comentários

Oração:

Oh Deus, Pai Amoroso, que por tua grande bondade nos chamaste a ser evangelizadores dos pobres, seguindo os caminhos de teu amado Filho, Jesus Cristo, ajuda-nos com o exemplo de São Vicente de Paulo, a sermos diligentes e corajosos diante das necessidades de nossos irmãos, de coração sensível, diante das velhas e novas pobrezas.

Concedei-nos o Espírito Santo, que nos torna capazes de anunciar e ser testemunhas do Reino de Deus em todas as partes do mundo, para que nenhuma periferia seja privada do alegre anúncio da salvação.

Que, contemplando o teu Filho feito carne e presente até hoje no meio de nós, possamos passar da mesa do altar à mesa dos pobres, para partilhar com esses que representam o teu Filho, a mensagem libertadora que nos torna irmãos e irmãs, filhos e caminhantes em busca da paz e do amor que só o Teu Pai nos dá. Pedimos isso por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

Oração a São José

(proposta pelo Papa Francisco no Ano de São José)

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Maria!
A vós, Deus confiou o seu Filho; em vós, Maria depositou a sua confiança; convosco, Cristo tornou-Se homem.
Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai também para nós e guiai-nos no caminho da vida.
Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem, e defendei-nos de todo o mal. Amém.

Pai Nosso

Oração a Nossa Senhora:

(Dos escritos de São Vicente de Paulo)

Bem-aventurada Virgem Maria, ajuda-nos a estar dispostos a praticar as máximas evangélicas, pedimos-Te que encha nosso espírito com as virtudes; encha nossos corações com seu amor, para vivermos conforme as mesmas. Intercede, oh Mãe, pois, melhor do que ninguém, penetraste no significado desses ensinamentos e os praticou. Esperamos que, olhe por nós nesta caminhada, a fim de que vivamos de acordo com essas máximas, e elas nos sejam favoráveis no tempo e na eternidade (cf. XII, 114-129),

Oh, Virgem Santíssima, roga ao Senhor este favor, pede-lhe a verdadeira pureza para nós, para toda a Família Vicentina! Este é o pedido que Te fazemos (cf. XI, 447-449). Amém.

Deus te salve…. Glória

OITAVO DIA

Marselha – 1618

Ambientação: Um barco, imagens de prisioneiros, escravos, algumas correntes, também imagens de guerra, várias imagens que mostram a pobreza. 

Caminhante, sai Vicente com todo o seu ímpeto, ainda jovem, tem 36 anos, já passou por muita coisa, mas o seu espírito fervoroso já o afasta das pretensões humanas, agora percorre toda a França estabelecendo as irmandades da Caridade, conhece Santa Luísa de Marillac, sua grande companheira missionária, e começa a reunir outros amigos sacerdotes que o ajudarão em sua missão, hoje vamos a Marselha, a 750 quilômetros de Paris, cidade portuária, onde os presos são obrigados a trabalhar como escravos de galé, muitos deles eram submetidos a condições subumanas. O que vai acontecer lá?

Canção: Un amor ardiente a Jesucristo

Iluminação Bíblica: Pegue sua Bíblia de viajante e procure o texto: Gal 3,26-29.

Reflexão:

Escutemos São Vicente: “Quem, pois, não vê que a mortificação deva ser inseparável de um missionário, para agir não só com o pobre povo, mas também com os retirantes, ordinandos, forçados e escravos? Realmente, se não somos mortificados, como acolher o que temos que suportar nesses diversos ministérios?” (XII, 211).

Seguindo os passos de São Vicente, encontramos hoje um dinamismo missionário acompanhado de uma preocupação por todas as realidades de pobreza de seu tempo. É vendo a realidade dos presos nas galés, em sua viagem a Marselha, onde há uma cena particularmente heroica, ali Vicente toma o lugar de um dos prisioneiros para sentir o sofrimento em primeira mão. Mas ele não está sozinho nisso, graças à sua gestão, ele ajuda esses presos a terem um lugar mais digno para viver. Os sacerdotes da Congregação os assistiam espiritualmente junto com as Filhas da Caridade.

E tanto é o fervor que São Vicente desperta, que cada vez mais pessoas aderem a este apostolado entre os pobres, abrem-se irmandades em toda a França; Santa Luísa fica depois encarregada de visitá-las, cuidando das vítimas da guerra em região fronteiriça da Lorena, preocupa-se com os enjeitados ou crianças abandonadas que são jogadas nas ruas mesmo no inverno, comove-se com a fome dos idosos, o sofrimento das mães, há muitas realidades de miséria, mas ele não se detêm.

Perguntas:

  • Quais são as novas formas de pobreza que temos em nosso tempo?
  • Meu apostolado é dinâmico, seguindo o exemplo de São Vicente?
  • Consegui sair em missão e levar o Evangelho a outros irmãos?

Alegrias

“São Vicente de Paulo, acende em nós o fogo da caridade”

Fogo da caridade, do campo à cidade,
como camponês ou tutor; de missionário a fundador.
A chama ardente do seu zelo nos convida à amizade
Com escravos e aflitos dando com ardor um amor abrasador.

No horizonte, nos convida a olhar, amor eficaz reivindicam os pobres.
Que seja nossa caridade inventiva e fundamentada para dar com paixão e zelo a Cristo o Pão da Vida.
O povo está faminto e condenando-se! É urgente trazer o pão com justiça, que só por nosso amor
os pobres vão nos perdoar

Pai dos pobres, pregador infatigável de zelo pelas almas, dá-nos o exemplo; para dar aos pobres testemunho confiável
que conduzam os homens ao verdadeiro templo

Ó Vicente de Paulo, que não se encontre em nós um amor subjetivo, mas deve ser uma doação!
Com a força de nossos braços,
e no rosto o suor, para mostrar ao próximo o amor do nosso Deus.

Seus filhos e filhas carregam apaixonadamente seu arauto, no firmamento poderosa luz do teu amor nos guia
com a força imperativa de amar sem medo, quem da cruz com amor nos olha.

Missão e Caridade são as asas que te levaram ao céu.
Á tua entrada, ricos e pobres te esperavam. Alegres teus filhos, enquanto Cristo te coroou de louros e santidade, pai e apóstolo,
a Igreja em ti foi refletida.

Oração conclusiva ao coração de São Vicente de Paulo:

Ó Coração de São Vicente de Paulo que tiraste do Sagrado Coração de Jesus, a caridade que derramaste sobre todas as misérias morais e físicas do teu tempo, alcança-nos para nunca deixar passar nenhuma miséria ao nosso lado sem socorrê-la.

Faz com que nossa caridade seja respeitosa, delicada, compreensiva, eficaz como foi a tua. Coloca em nossos corações uma fé viva que nos faça descobrir o Cristo sofredor em nossos irmãos desventurados.

Enche-nos com o zelo ardente, luminoso, generoso, que nunca encontra dificuldade em servi-los. Nós vos pedimos, ó Coração de Jesus, por intercessão daquele cujo coração não batia nem agia senão por impulso do vosso. Amém

Baixe a novena completa clicando aqui.

Tags:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This