O espírito vicentino deve colaborar para que  nossa fé seja profética e transformadora neste mundo tão contraditório.

Com tantas tecnologias e tantos avanços e, ao mesmo tempo com tantas desigualdades e injustiças, precisamos fazer de nossa fé uma verdadeira opção de transformação das vidas dos mais necessitados.

A Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da Secretaria  Para Assuntos Humanitários, fez um alerta e um apelo no ano passado : “O mundo está enfrentando um estado de crise humanitária jamais visto desde o final da 2ª guerra mundial. No total, 128 milhões de pessoas estão sendo afetadas por conflitos, deslocamentos, desastres naturais e profunda vulnerabilidade. A escala da crise hoje é a maior do que em qualquer outra desde a criação da ONU. Em nenhum momento no passado recente tantas pessoas precisaram de nossa ajuda e solidariedade para sobreviverem.”

Tantas formas de pobreza e exclusão permanecem no mundo “moderno”. Nós, vicentinos, precisamos ser opção de voz e vez para os Pobres. Tantos irmãos e irmãs, feitos à imagem e semelhança de Deus, vivendo em profunda vulnerabilidade e sofrimento extremos . A Sociedade de São Vicente de Paulo deve buscar nos tempos atuais ser a voz dos Pobres para o mundo e a voz de Deus para os Pobres. Por meio de nosso testemunho, poderemos lutar e colaborar para um mundo com mais justiça.

Precisamos transformar nossa Sociedade de São Vicente de Paulo em uma verdadeira rede de caridade, ajudando de forma efetiva na construção de um mundo mais justo e fraterno. Fazendo que nossa ação seja em oração, e que nossa oração seja em ação para servir e amar os Pobres em toda a nossa missão e serviço.

Confrade Carlos Henrique David – Kaike
Fonte: http://www.ssvpbrasil.org.br/

Pin It on Pinterest

Share This