últimas notícias sobre o COVID-19

Novena vocacional vicentina em honra a São José. 6º dia

por | mar 15, 2021 | Formação, Reflexões espirituais | 0 Comentários

6º DIA: PAI NA OBEDIÊNCIA

Motivação Inicial: Meu Deus! Senhor Padre, quão felizes são aqueles que se doam a Deus, para fazer o que Jesus Cristo fez e pratica, seguindo seus passos, as virtudes que ele praticou: a pobreza, a obediência, a humildade, a paciência, o zelo e as outras virtudes! Assim procedem os verdadeiros discípulos de um tal Mestre; vivem simplesmente de seu espírito, espalham, com o odor de sua vida, o mérito de suas ações, pela santificação das almas, pelas quais ele morreu e ressuscitou (SV VIII, 3313).

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Canto a escolher.

Oração inicial

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Maria!
A vós, Deus confiou o seu Filho;
Em vós, Maria depositou a sua confiança; convosco, Cristo tornou-se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai também para nós
e guiai-nos no caminho da vida.
Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem, e defendei-nos de todo mal.

Amém!

Refletindo a Palavra de Deus: Mt 1, 23-24.

Momento de meditação e silêncio.

Perguntas para partilhar:

a) Jesus Cristo deu um tão belo exemplo de obediência (Cf. Jo 8, 29.): minhas atitudes são obedientes a palavra de Jesus e aos seus mandamentos?
b) Tenho praticado a obediência, escutado a voz e o chamado que Deus me faz?

Preces

Palavra de São Vicente:

Em que consiste essa virtude? Dizem os teólogos que é a disposição de fazer o que querem aqueles a quem somos submissos. Vede, meus Senhores, Deus é o Deus das virtudes: Deus virtutum. A virtude deve ter seu princípio e sua raiz no interior, pois como o que aparece no homem não é o homem, assim o que parece obediência não é sempre a virtude da obediência; porquanto, consiste essa em uma disposição contínua para obedecer, para renunciar ao juízo próprio. Segundo essa disposição, vai-se diretamente aonde Deus quer e é o ponto a que devemos tender para ser perfeitamente obedientes. Peçamos a Deus que nos dê esse espírito de obediência.

Palavra do Papa Francisco:

José sente uma grande angústia com a gravidez incompreensível de Maria: mas não quer “difamá-la”, e decide “despedi-la secretamente (Mt 1,19). No primeiro sonho, o anjo o ajuda a resolver o seu grave dilema. A sua resposta foi imediata: “ao despertar do sono, José fez o que o anjo do Senhor lhe havia ordenado” (Mt 1, 24). Com a obediência, José superou o seu drama e salvou Maria. Ao longo da vida oculta em Nazaré, na escola de José, Jesus aprendeu a fazer a vontade do Pai. A vontade torna-se o seu alimento diário (Jo 4,34).

Oração final

Ó Glorioso São José, homem justo, fiel e bom. Vós sois o reflexo da paternidade de Deus e patrono das vocações vicentinas. Por vós depositamos nossa esperança e confiança em Jesus.

São José, a quem Deus confiou o cuidado da Família de Nazaré, sede o pai e protetor da nossa Família Vicentina e inspirai-nos a graça de vivermos sempre na fidelidade e no amor, sobretudo o compromisso com o direito e a justiça para com os mais pobres. Tomai nossos jovens vocacionados, nossas comunidades, províncias e trabalhos sob vossa proteção.

Ó Deus, pela intercessão de São José, “mandai bons operários à vossa igreja, para que trabalhem de modo eficaz na vossa vinha; Não importa se em pequeno número, contanto que sejam bons” (cf. Coste, XI, 357). Amém

São José, rogai por nós.

São Vicente de Paulo, rogai por nós!

Autor: Ramon Aurélio Júnior da Cunha (Província Brasileira da Congregação da Missão)
Fonte: Serviço de Animação Vocacional Vicentino – Brasil

Clique na imagem para descarregar a novena completa:

Tags:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This