últimas notícias sobre o COVID-19

A Família Vicentina na Romênia auxilia refugiados ucranianos

por | mar 20, 2022 | Crise na Ucrânia, Notícias | 0 Comentários

Nas últimas semanas, a vida mudou completamente desde que os países vizinhos começaram a entrar em guerra. Nos primeiros dias, todos esperavam que esta fosse uma ameaça de curta duração, mas os ataques crescentes e os bombardeamentos constantes forçaram as pessoas a fugir.

Os refugiados estão a chegar à Roménia a toda a hora. Os mais ricos estão a conduzir em carros de uma cidade para outra, bem abastecidos e sem necessidade de qualquer cuidado especial, parando apenas para uma noite de descanso.

A maioria dos refugiados chega de comboio, sem nada mais. Eles estão muito exaustos. Quando os comboios param, as palavras “água” são ouvidas de todo o lado. As crianças choram, não compreendem porque não podem ir para casa. Havia crianças cujas mães as tinham embrulhado nas suas próprias camisetes em vez de fraldas. Elas estão frias, exaustas e desesperadas.

Em Oradea, várias organizações de ajuda envidaram esforços para ajudar os refugiados. Desta forma, cada organização pode prestar ajuda onde ela é necessária, de acordo com as suas capacidades e possibilidades.

Nós, as irmãs, ajudamos principalmente na recolha e classificação da ajuda. Para o efeito, transformamos uma das casas das irmãs num centro de recolha onde, juntamente com três outras organizações: a SSVP, a Protecção das Crianças e a Fundação Catunul Verde, recebemos e distribuímos donativos aos necessitados. Nas últimas semanas, recolhemos toneladas de alimentos, produtos de limpeza, detergentes e vestuário. Alguns destes já foram distribuídos a fundações que recebem e cuidam de refugiados. A maior parte foi embalada e enviada para a Ucrânia graças aos Padres Lazaristas. É muito bom experimentar a solidariedade da Família Vicentina, mas acima de tudo é importante fazer com que os nossos irmãos e irmãs necessitados sintam que não estão sozinhos na sua angústia.

Ajudamos de todas as maneiras que pudermos. Houve momentos em que preparámos sanduíches para os refugiados que chegavam à alfândega à noite (gostaria de mencionar aqui que houve 2.500 sanduíches distribuídas na alfândega numa noite). Por vezes ajudamos na distribuição ou oferecemos chá quente a voluntários. Todo o trabalho é igualmente importante e é essencial para manter o espírito vivo nos nossos voluntários exaustos.

Graças a um trabalho coordenado e organizado, as várias organizações de ajuda são capazes de trabalhar muito habilmente em conjunto e complementar-se umas às outras.

Ir. Serafina FC
Fonte: https://www.filles-de-la-charite.org/

Tags:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This