últimas notícias sobre o COVID-19

Carta do Pe. Tomaž Mavrič, CM, por ocasião da festa de São Vicente de Paulo

por | set 16, 2020 | Formation, Reflexões espirituais | 0 Comentários

Como es habitual por estas fechas, el padre Tomaž Mavrič, CM, Presidente del Comité Ejecutivo de la Familia Vicenciana, envía a toda la Familia Vicenciana una reflexión con ocasión de la fiesta de san Vicente de Paúl, el próximo 27 de septiembre:

FHA, oportunidades e desafios pós-Covid-19 para a Família Vicentina no mundo inteiro
UNIDOS NA ORAÇÃO, NO PENSAMENTO E NA AÇÃO

Queridos irmãos e irmãs

A graça e a paz de Jesus estejam sempre conosco!

O ano de 2020 mal tinha começado e já nos apresentava inúmeros desafios inesperados, incertezas, sofrimentos e morte tendo como denominador comum: a Covid-19.

À medida que o vírus se propagava de um país para outro e atingia o mundo inteiro, os diferentes ramos da Família Vicentina começaram a trabalhar para aliviar as muitas e nocivas consequências que este vírus inflige à humanidade. No âmbito internacional, a Família Vicentina:

  • enviou uma mensagem de incentivo com a promessa de uma contínua oração por todos os membros de cada Congregação e Associação, bem como, por aqueles que não pertencem oficialmente a um ramo específico da Família, porém, são inspirados pela espiritualidade e o carisma de São Vicente de Paulo e os vivem no cotidiano. Nestes tempos difíceis, pedimos ao Senhor que continue a abençoar os inúmeros e maravilhosos serviços e obras de misericórdia que cada ramo realiza em favor dos pobres. Estas obras estão animadas pelo mesmo espírito e o mesmo carisma e são verdadeiros sinais de que o “Reino de Deus está próximo” e que é para os pobres, uma mensagem mais do que nunca importante!
  • convidou os membros da Família Vicentina a rezar pela intercessão de São João Gabriel Perboyre, CM, o primeiro santo da China canonizado, para pedir a cura dos doentes da Covid-19 e a força para os profissionais da área da saúde, do social, para os religiosos, as autoridades públicas e para aqueles que, de todas as maneiras possíveis, esforçam-se para aliviar o sofrimento causado pela pandemia. Isto foi uma resposta às numerosas sugestões, visto que São João Gabriel foi martirizado por estrangulamento numa cruz, em 1840, na cidade de Wuhan, China, onde apareceu pela primeira vez o vírus da Covid-19.

Recentemente, o Padre Andrzej Jarosiewicz, reitor da Basílica da Assunção da Virgem Maria em Bolesławiec, na Polônia, compôs uma oração para pedir a intercessão de São João Gabriel Perboyre. Há alguns meses, após a descoberta das relíquias de São João Gabriel Perboyre, um relicário foi colocado no altar-mor, onde as relíquias podem ser vistas e veneradas diariamente. Com este sacerdote, gostaria de encorajar a Família Vicentina a rezar esta oração e divulgá-la amplamente.

Oração a São João Gabriel Perboyre, CM

São João Gabriel Perboyre, sacerdote e mártir,
dignai-vos atender a oração da Igreja, que servistes durante toda a vossa vida.
Nós vos pedimos a graça de nos preservar da pandemia do coronavírus
que assola a humanidade e,
que começou no local santificado por vossa missão e vosso martírio.
Por amor à Igreja, vossa família, nós vos pedimos a cura de todos os doentes,
força e paciência para os profissionais da saúde e todos aqueles que os auxiliam;
a luz do Espírito Santo para aqueles que governam
e buscam refrear a pandemia;
paz ao coração para os que se desesperam.
Obtende àqueles que deixaram este mundo, vítimas da pandemia,
a graça da felicidade eterna e o reconforto para os seus familiares.
Que a oblação do vosso martírio por estrangulamento
nos obtenha de Deus a graça de sermos libertados desta pandemia
que semeia a morte, o medo e a incerteza no mundo atual.
Em comunhão convosco e com a Igreja
que vós amastes até o fim,
e a exemplo do Salvador,
invocamos a intercessão da Mãe da Igreja, assunta ao céu,
e rogamos:
à vossa proteção recorremos,
Santa Mãe de Deus.
Não desprezeis as nossas súplicas
em nossas necessidades,
mas, livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita!

  • organizou um tempo de oração intitulado: “Oração da Família Vicentina pelas necessidades do mundo”, por aqueles que sofrem as terríveis consequências da Covid-19, do racismo e outras pandemias que atentam contra a dignidade humana. No futuro, pretendemos repetir esta experiência de oração, tornada possível graças às tecnologias modernas.

Em plena Covid-19, outra tragédia se produziu no Líbano. A explosão em Beirute causou muita devastação humana e material: inúmeras pessoas morreram ou ficaram feridas e, mais de trezentas mil famílias ficaram desabrigadas.

Mais uma vez, a Família Vicentina respondeu energicamente para aliviar o sofrimento físico, psicológico e material. Vários ramos entraram em contato individualmente com os seus respectivos membros no Líbano para ajudá-los a socorrer as numerosas pessoas que perderam tudo em questão de minutos. O Comitê Executivo da Família Vicentina (VFEC) também lançou uma campanha com a Comissão Internacional da Aliança Famvin com as pessoas sem teto (FHA) para ajudar as centenas de milhares de pessoas desabrigadas na capital libanesa, através do Conselho Nacional da Família Vicentina no Líbano, coordenada pelo seu presidente Nacional, Padre Ziad Haddad, CM.

Este trágico acontecimento e tantos outros no mundo inteiro: guerras, terramotos, inundações e outras calamidades mostram claramente a importância de um modelo para responder às necessidades urgentes com maior rapidez, organização e eficácia possível. Queremos tornar-nos instrumentos cada vez mais afetivos e efetivos nas mãos de Jesus para dar testemunho da sua misericórdia, compaixão e amor, seja qual for o lugar para o qual Ele queira nos enviar.

Para fortalecer as práticas atuais, o modelo da Família Vicentina no mundo deve ser o de continuar a crescer na prática concreta de agir e responder aos apelos dos pobres, em conjunto, como uma Família, como um movimento. Cada ramo, seja ele grande ou pequeno, é uma parte preciosa do maravilhoso mosaico que constitui a Família Vicentina. A isto acrescentamos os membros da Família Vicentina no sentido mais amplo da palavra e, juntos tornamo-nos uma força com a qual os pobres do mundo inteiro podem contar.

Pela primeira vez, em janeiro último, todos os representantes internacionais dos 160 ramos da Família Vicentina, Superiores Gerais e Presidentes Internacionais, foram convidados para vir a Roma para se encontrar, compartilhar, ouvir uns aos outros, fazer planos e dar passos concretos para avançar. O tema foi: “A Família Vicentina Avança” no início do quinto centenário da nossa espiritualidade e carisma comuns.

Um dos assuntos foi a Aliança Famvin com as pessoas sem teto (FHA), do qual faz parte a Campanha 13 Casas. Ao longo das discussões sobre este assunto, entre outros, os participantes enfatizaram a necessidade de continuar a desenvolver a colaboração e o apoio mútuo na resposta comum às necessidades dos pobres. O Comitê executivo da Família Vicentina confirmou a reflexão feita durante este encontro que a FHA com a Campanha 13 Casas é uma iniciativa que reúne a Família Vicentina na área da caridade e, que deve ser promovida, sem reservas, dentro da Família Vicentina, para chegar ao coração de cada membro, de modo que cada um assuma sua parte ativa nesta iniciativa comum.

Visto que as necessidades dos pobres são infinitas, algumas carências são prioritárias de acordo com os países onde os diferentes ramos respondem tão bem a estas indigências. Contudo, a Aliança Famvin com as pessoas sem teto é o nosso único projeto comum. Consequentemente, ele deve ser promovido, ampliado e introduzido nos 156 países onde a Família Vicentina está presente, para que nenhuma Congregação ou Associação permaneça fora dela, mas, que todos assumam a sua parte ativa nesta iniciativa, em todos os cantos do mundo onde vivemos e servimos.

A FHA tem atualmente três anos e já deu maravilhosos resultados. Porém, ela ainda precisa desenvolver, intensificar e ampliar os esforços para os 1,2 bilhões de desabrigados: pessoas que vivem nas ruas, refugiados que tiveram que deixar suas casas e pessoas que vivem em lugares insalubres. A quantidade destas pessoas aumenta consideravelmente no mundo inteiro em consequência da Covid-19.

Eu gostaria de retomar alguns pontos da carta do ano passado para a festa de São Vicente de Paulo que tenho certeza, são as chaves para avançarmos, a fim de que os 160 ramos rezem, pensem e ajam em conjunto. Este ano, somos especialmente convidados enquanto Família Vicentina, como Movimento Vicentino a comprometermo-nos ainda mais com a FHA, porque a mensagem do Papa Francisco para o 106º Dia mundial dos Migrantes e dos Refugiados, que será celebrado providencialmente no dia 27 de setembro de 2020, fala sobre um grupo de pessoas as quais ajudamos através da FHA. Por conseguinte, a festa de São Vicente de Paulo deste ano torna-se uma ocasião extraordinária para reafirmar ou assumir um compromisso de participação ativa tanto com a FHA quanto com o projeto 13 Casas.

A FHA proporciona a unidade dentro da Família na resposta às imensas necessidades das pessoas sem teto. Os coordenadores internacionais e os membros do Comité Administrativo da FHA, com muitos anos de experiência e de trabalho com as pessoas sem teto, estão à disposição de toda a Família Vicentina para oferecer informações e apoio. Precisamos rapidamente chegar ao ponto onde o problema das pessoas sem teto não será mais abordado individualmente, seja por uma pessoa ou um ramo, porém, como Família no âmbito local, nacional e internacional. Cada ramo deve contribuir com sua longa história de serviço junto às pessoas sem teto, com sua experiência, seu profissionalismo e seus recursos para enfrentar juntos este desafio. De fato, o Papa Francisco destaca em sua mensagem: “É necessário colaborar para construir…devemos empenhar-nos em garantir a cooperação internacional, solidariedade global e o compromisso local, sem deixar ninguém de fora”.

Para este fim, gostaria de convidar os 160 ramos da Família Vicentina a tornarem-se colaboradores ativos na iniciativa da Aliança Famvin com as pessoas sem teto (FHA):

  1. Contactar, caso ainda não o tenham feito, Yasmine Cajuste (info@famvin.org), membro da Comissão de coordenação da FHA, para receber as informações e o material. Pode-se também visitar a página do site da FHA: vfhomelessalliance.org
  2. Compartilhar e enviar para Yasmine Cajuste a riqueza dos conhecimentos, da experiência e dos recursos que cada ramo adquiriu no trabalho com as pessoas sem teto.
  3. Introduzir este objetivo no plano anual das atividades do ramo específico que ainda não participa ativamente da FHA, em âmbito internacional, nacional e local.
  4. Compartilhar as informações da FHA com todos os seus membros para que cada um fique informado sobre esta iniciativa e estimulado a se tornar um participante ativo, com os demais ramos nos respectivos campos de serviço.
  5. Encorajar os membros a participar ativamente dos Conselhos Nacionais da Família Vicentina nos países onde eles estão constituídos. Nos países onde o Conselho ainda não existe, deve-se exortar os responsáveis dos ramos para se reunirem com o objetivo específico de se comprometerem conjuntamente na iniciativa da FHA.

A luta em defesa das pessoas sem teto é também uma resposta à Covid-19. Se uma pessoa não tem um lugar para viver, todos os demais esforços para acabar com a Covid-19 não terão o efeito desejado, porque as medidas preventivas e o tratamento médico, para que sejam eficazes, pressupõem uma moradia adequada.

A pandemia da Covid-19 trouxe-nos como indivíduos e como membros da Família Vicentina mundial muitas oportunidades e muitos desafios. Isto também será verdadeiro no período pós-Covid-19. O Papa Francisco lembra-nos constantemente que tanto o mundo quanto nós, como indivíduos, não podemos permanecer os mesmos depois da COVID-19; nós nos tornaremos melhores ou recuaremos e nos tornaremos piores; isto também é válido para a nossa Família Vicentina, para o nosso Movimento Vicentino. Durante este período da pandemia, tantas medidas maravilhosas já foram tomadas, sejam elas novas formas de encontros de oração, de colaboração na distribuição de alimentos ou outras iniciativas e, continuarão a ser tomadas no período chamado pós-Covid-19, unindo cada vez mais a Família.

Que a festa de São Vicente de Paulo seja uma oportunidade para assumirmos um compromisso comum, ajudarmo-nos no processo, para que na festa do próximo ano possamos anunciar com grande alegria que o objetivo da participação ativa dos 160 ramos da Família Vicentina na FHA tornou-se uma realidade, para glória de Jesus e para o bem dos pobres!

Desejo a todos uma profunda experiência da Providência que nos precede, enquanto entrarmos no tempo das oportunidades e desafios pós-Covid-19.

Que Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, São Vicente de Paulo, todos os Santos, Bem-aventurados e Servos de Deus da Família Vicentina continuem a interceder por nós e a inspirar-nos neste caminho!

Seu irmão em São Vicente,

Tomaž Mavrič, CM

 

Baixe este cartão em oito idiomas:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This