últimas notícias sobre o COVID-19

Em julho, três cofundadores da SSVP fazem aniversário

por | jun 29, 2020 | Notícias, Sociedade de São Vicente de Paulo | 0 Comentários

Nos dias 8 e 18 de julho de 2020, vamos comemorar o aniversário de três dos sete cofundadores da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). No dia 8, celebraremos Félix Clavé, e no dia 18, recordaremos as memórias de Jules Devaux e de Paul Lamache.

Os três foram imprescindíveis para criar, juntamente com os outros quatro companheiros (Le Taillandier, Bailly de Surcy, Ozanam e Lallier), a primeira Conferência de Caridade que, poucos anos depois, crescia em quantidade e qualidade, cobrindo todos os continentes, praticando a caridade evangélica e levando a mensagem de Cristo aos mais humildes.

Pierre-Emmanuel-Félix Clavé (1811-1853) era, entre os sete fundadores, o menos conhecido. Mudou-se para Paris em 1831, quando conheceu Ozanam e Bailly de Surcy. Com o desdobramento da primeira Conferência, Clavé tornou-se presidente da Conferência São Felipe du Roule, de Paris. Ele era um homem de letras e das leis. Publicou várias obras, entre elas uma coleção de poesias e um livro sobre o Papa Pio IX. Trabalhou na Argélia e no México. Casou-se com Marie-Louise Sorg em 1847. Não teve filhos. Seu nome foi envolvido injustamente num caso jurídico, sendo alvo de chantagens e de falsas acusações, atingindo fortemente a sua reputação. Por conta das arbitrariedades que sofreu, teve sua saúde mental debilitada, o que contribuiu para a sua morte ainda muito cedo, aos 42 anos de idade. Vale a pena relembrar que 2020 é o Ano Temático Internacional de Félix Clavé.

Jules-François-Louis Devaux (1811-1880) era filho de médico. Aos 20 anos,  foi a Paris para estudar medicina na Sorbonne. Em 1833, na Conferência de Caridade, Devaux  foi escolhido para ser o primeiro tesoureiro da Sociedade. Foi ele quem colocou o grupo em contato com a Irmã Rosalie Rendú (Filha da Caridade), que lhes mostrou como atuar com os mais pobres. Tendo completado seus estudos médicos, Jules Devaux deixou Paris em 1839 para se estabelecer na Normandia. Ele praticou a medicina em Honfleur. Viajou pela Europa, especialmente na Alemanha, onde tentou fundar uma Conferência vicentina em Munique. Ele casou-se com Louise Alice Pasquet em 1848, tendo apenas um filho. Morreu com 69 anos de idade. Devaux será o cofundador reverenciado no Ano Temático Internacional de 2021.

Paul Lamache (1810-1892) foi o fundador mais longevo. Mudou-se para Paris para estudar Direito, na Sorbonne, assim como Ozanam e outros fundadores. Em 1832, Lamache conheceu Ozanam. Ele escreveu muitos artigos para diferentes revistas e outros meios de comunicação da época, sendo muito atuante no debate de ideias. Foi o primeiro escritor católico a declarar-se contra a escravatura. Ao finalizar os estudos jurídicos, Lamache casou-se em 1844 com Henriette d’Humbersin, tendo cinco filhos. Lamache era também um estudioso da área de educação. Foi reitor e professor em três cidades (Estrasburgo, Bordeaux e Grenoble). Lamache foi premiado com a “Cruz da Legião de Honra”, assim como a irmã Rosalie Rendu, Lallier e Ozanam. Lamache morreu aos 82 anos, em Grenoble (Suíça). Ele foi foco do Ano Temático Internacional no ano passado.

As datas dos aniversários dos outros quatro fundadores são as seguintes: Le Taillandier (28 de janeiro), Bailly de Surcy (9 de março), Ozanam (23 de abril) e Lallier (22 de junho). “Quanto mais conhecermos a biografia dos nossos fundadores, mais conscientes estaremos a respeito do papel institucional que desempenhamos ao fazer parte da querida SSVP nos tempos de hoje”, comentou nosso 16º Presidente-geral, confrade Renato Lima de Oliveira.

Fonte: https://ssvpglobal.org/

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This