XIV Encontro Nacional da Família Vicentina em Portugal

por | out 15, 2018 | Família Vicentina, Notícias | 1 Comentário

No dia 5 de outubro de 2018, dia em que os portugueses comemoram a Implantação da República, decorreu no Santuário de Fátima o XIV Encontro Nacional da Família Vicentina.

Foi um dia de comunhão entre todos os vicentinos de Portugal, que rumaram a Fátima oriundos de diversas paróquias de todo o país. Neste encontro, que reuniu mais de 1000 pessoas, estiveram presentes membros representantes dos sete Ramos da Família Vicentina existentes em Portugal: Congregação da Missão, Filhas da Caridade, Sociedade de São Vicente de Paulo, Associação da Medalha Milagrosa, Associação internacional de Caridade, Colaboradores da Missão Vicentina e a Juventude Mariana Vicentina.

O dia teve início com o acolhimento no Centro Pastoral de Paulo VI, ponto de encontro e de congregação de todos os participantes. Depois, em cortejo, dirigimo-nos para a Basílica da Santíssima Trindade para participar na Eucaristia. A Eucaristia, presidida pelo D. Augusto César, Bispo Emérito da Diocese de Portalegre – Castelo Branco, também ele vicentino, teve logo desde um início um sinal de presença da Família Vicentina: na procissão inicial um representante de cada Ramo entrou com o cartaz representativo do respetivo Ramo. Na homilia, o D. Augusto César fez referência ao grande dom para a Igreja que é a Família Vicentina e fez memória do trabalho de São Vicente de Paulo, Santa Luísa Marillac e Frederico Ozanam.

Na parte da tarde, já depois do almoço, das orações e devoções pessoais, o grupo voltou a juntar-se novamente no Centro Pastoral de Paulo VI para retomar os trabalhos.

Após o acolhimento com músicas de inspiração cristã bem alegres, seguiu-se um momento de apresentação dos vários Ramos da Família Vicentina. A comunhão gera-se a partir do conhecimento mútuo e da partilha de experiências. Foi isso, que através deste momento de apresentação das origens e trabalho de cada Ramo, se pretendeu fazer.

De seguida, tomou a palavra o Pe. José Alves, CM, Visitador da Província Portuguesa da Congregação da Missão, que destacou as alterações vividas da Família Vicentina. Se há alguns anos se falava na dupla família de São Vicente de Paulo (referindo-se os padres vicentinos e as irmãs vicentinas), felizmente hoje em dia podemos falar em apenas numa única (e grande) Família Vicentina, aquela que reúne todas as associações e movimentos inspirados no carisma de São Vicente de Paulo. O Provincial da Congregação da Missão destacou, ainda, o trabalho crescente de colaboração entre os vários Ramos da Família Vicentina, do qual é reflexo o Programa de Ação Colaborativa da Família Vicentina, programa de formação da Família Vicentina que no ano de 2018 formou mais de 200 vicentinos de todo o país, para uma colaboração efetiva entre todos os Ramos. No final, partindo da referência ao Ano Missionário Extraordinário, o Pe. José Alves destacou algumas iniciativas de trabalho missionário de alguns Ramos, desafiando a que a missão seja aprofundada e intensificada neste ano missionário.

Também esteve presente no encontro a Ir. Corina Bastos, Conselheira Geral das Filhas da Caridade, que se encontra em visita à província portuguesa. Também a Ir. Corina dirigiu algumas palavras aos presentes, destacando a alegria por verificar a unidade e vitalidade da Família Vicentina em Portugal.

Durante a tarde, no auditório do Centro Pastoral de Paulo VI tivemos também a oportunidade de escutar o Coro da Unidade Pastoral de Orgens e São Salvador, dirigido pelo Pe. Albertino Gonçalves, CM, que apresentou duas novas obras recentemente compostas no âmbito do Ano Jubilar dos 400 anos do Carisma Vicentino e dos 300 anos da presença da Congregação da Missão em Portugal, que celebrámos no ano passado.

Um dos grandes momentos da tarde chegaria de seguida: a estreia da peça de teatro musical “Jesus Cristo Superstar”, levado à cena, em estreia, pelo grupo MacPiRemo. Trata-se de um musical adaptado de ópera rock de Andrew Lloyd Webber, com libreto e letras de Tim Rice. Apresentado em 1970, destaca as lutas políticas e pessoais de Judas Iscariotes e Jesus, e tem sido encenado em todo o mundo. A ação ocorre, na maior parte, conforme os evangelhos da Bíblia sobre a última semana da vida de Jesus, começando com a chegada em Jerusalém e terminando com a crucificação.

Este grandioso espetáculo de música, luz e som não deixou ninguém indiferente. A beleza do canto, o simbolismo das expressões, o retrato de dramas atuais (guerras e naufrágio de refugiados), a simplicidade dos cenários que contrastava com os jogos de luzes foram… Tudo contribuiu para que os expectadores se deixassem enredar na história. Uma história já muito antiga (a história de Jesus Cristo), mas que sempre nos toca sempre muito e, em especial, quando é tão bem interpretada. No final, a extensa salva de palmas foi o agradecimento mais que merecido por parte de todos os membros da Família Vicentina ali presentes no auditório.

No final da tarde, o Coro da Unidade Pastoral de Orgens e São Salvador subiu novamente ao palco, para a oração de envio e para entoar o sobejamente conhecido “Hino a São Vicente de Paulo”. Foi a forma de fecharmos com chave de ouro este dia de festa e de união da Família Vicentina de Portugal.

“Jesus deu-nos pessoas que se revelam para nós exemplos de uma vida a caminhar para o amor de Deus”, foi assim que começou o XIV Encontro da Família Vicentina e foram estas palavras que estiveram presentes no coração de cada neste encontro. São Vicente foi e é um exemplo para nós e este encontro serviu para mais uma vez lembrarmos os passos do nosso fundador. Serviu também para estarmos em comunhão uns com os outros e juntos sentirmos o compromisso de ajudar os mais pobres.

Família Vicentina de Portugal

Tags:

1 Comentário

  1. Pe. Fantico Borges, CM

    Sou Pe. Fantico membro da Congregação da Missão e irmão desta grande família vicentina. Meu coração fica radiante com tudo que li aqui neste artigo. Principalmente a partilha da formação de membros para atuar nos diversos ramos de nossa família. Vou propor essa ideia de criarmos em Belém do Pará- Brasil uma escola com esse fim.
    Gostaria de receber mais informações sobre essa formação realizada com os ramos. Meu e-mail para enviar alguma coisa é pefantico@gmail.com
    Grato.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This