Um Santo falando sobre outro santo

No início do quinto século do Carisma Vicentino, somos encorajados pelo exemplo de milhares e milhares de nossos irmãos e irmãs da Família Vicentina que viveram, com todo o coração, alma e mente, o carisma e a espiritualidade vicentinos durante os 400 anos que passaram desde a nossa fundação. Eles nos transmitiram o dom de Deus, um caminho para a santidade, de modo que nós, por sua vez, podemos entregá-lo às gerações futuras. A Igreja também reconhece oficialmente muitos deles como santos, beatos e servos de Deus.

Entre eles está o Servo de Deus, o Bispo Janez Frančišek Gnidovec, CM, cujo processo de beatificação já foi concluído e agora aguarda um milagre para que a Igreja o reconheça oficialmente como abençoado.

Os membros da Família Vicentina – embora, é claro, não apenas seus membros – têm uma excelente oportunidade de ir aos muitos santos, abençoados e servos de Deus de nossa família. Pedimos-lhes para interceder diante de Jesus por nós, por nossas diversas intenções e necessidades, para que nos ajudem, a nós e a todos aqueles pelos quais rezamos, em nossa peregrinação diária na terra.

No final de janeiro e início de fevereiro de 2018, a Superiora Geral das Filhas da Caridade, Ir. Kathleen Appler; a conselheira geral, Ir. Hanna Cybula; o Visitador da nossa Província da Itália, Padre Nicola Albanesi; a Visitadora da Província da Eslovênia, Irmã Francka Saje; o superior da comunidade na Cúria geral da Congregação da Missão, padre Giuseppe Carulli; e este servidor, visitamos a Albânia e o Kosovo. Em todos os lugares que visitamos, sentimos a vívida presença espiritual e a memória que o povo preserva de Santa Madre Teresa de Calcutá. Ela era de origem albanesa: nasceu em Skopje, capital da Macedônia.

Além da presença espiritual e da memória de Madre Teresa entre o povo da Albânia e do Kosovo, sentimos o mesmo também com o Servo de Deus, Dom Janez Frančišek Gnidovec, CM. Ele era bispo da Diocese de Skopje-Prizren, um território onde muitos albaneses viviam, incluído Madre Teresa.

Dom Gnidovec conhecia Madre Teresa desde a infância. Ele acompanhou em seus primeiros anos e foi um dos instrumentos nas mãos de Jesus que ajudaram a Madre Teresa a descobrir sua vocação à vida consagrada e a tomar a decisão final para dar-se totalmente a Jesus. Dom Gnidovec celebrou a Eucaristia na qual Madre Teresa estava presente antes de sair de casa para entrar na vida consagrada.

Anos depois, quando o processo de beatificação de Janez Frančišek Gnidovec começou, Madre Teresa foi convidada para ser uma das testemunhas. Ela escreveu uma pequena nota em croata. Anexado está uma cópia, em sua própria caligrafia.

A nota diz:

Nosso bispo Gnidovec era um santo. Todos o chamavam por esse nome. Ele era verdadeiramente um sacerdote de acordo com o coração de Jesus, com um coração terno e humilde.

A ponto de partir para as missões, ele celebrou a Eucaristia para mim, me deu a Santa Comunhão, me abençoou e disse:

“Você vai para missões. Dê-lo tudo a Jesus, viver só para ele, só ser Dele, ame-o somente a Ele, ofereça-se somente a Ele. Deixe Jesus ser tudo em sua vida”.

Estou convencido de que ele ora por mim e que tenho nele um intercessor diante de Jesus.

Madre Teresa, MC

 

Um Santo falando sobre outro santo.

Que essa maravilhosa história de vida e exemplo nos ajude a olhar para o céu regularmente e a pedir a intercessão dos Santos, Abençoados e Servos de Deus da Família Vicentina, para que acompanhem àqueles que ainda estão em peregrinação neste mundo. Eles estão ansiosos para nos ajudar!

Através da nossa fidelidade, confiança e fé, os milagres continuam a acontecer e aqueles que a Igreja ainda não reconhece oficialmente como Santos, Abençoados e Servos de Deus, através das nossas orações, intercessões e milagres aceitos pela Igreja, serão formalmente reconhecido como santos.

Naturalmente, os santos, como tais, não precisam desse reconhecimento. É para o nosso próprio bem. Nós precisamos desses extraordinários exemplos de vida cristã para nos ajudar a alcançar o objetivo final de cada cristão, de cada ser humano: a vida celestial, unir-nos para sempre com Jesus, cumprindo assim os nossos desejos mais profundos, para todo o sempre.

À medida que continuamos ou começamos a andar neste caminho, gostaria de pedir-lhes para enviar informações sobre graças e milagres recebidos através da intercessão de nossos santos da Família Vicentina, Abençoados e servos de Deus para o Escritório da Família Vicentina Internacional (VFO), aos cuidados do pe. Joseph Agostino, CM, no e-mail vfo@famvin.org.

O escritório enviará a informação aos responsáveis ​​pelos diversos processos de nossos Beatos e Servos de Deus aos Vice-Postuladores nos diferentes países onde os processos estão sendo realizados ou ao Postulador Geral de toda a Família Vicentina em Roma, Padre Giuseppe. Guerra, CM.

Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, Santos, Abençoados e Servos de Deus da Família Vicentina, intercedei por nós!

Uma breve biografia do bispo Janez Frančišek Gnidovec , CM:

Tomaž Mavrič, CM
Superior Geral

Pin It on Pinterest

Share This