Em uma série de vídeos, Pe Tomaz Mavrič CM convida-nos a concentrar a nossa reflexão sobre três objetos que pertenceram a São Vicente de Paulo: a capa, o chapéu e sandálias. Hoje apresentamos o primeiro: o chapéu.

Estas relíquias são objetos que evocam a vida de Vincente de Paulo, peregrino que transitou pelas estradas da França, para alívio e serviço dos Pobres de seu tempo.

Neste primeiro vídeo, Pe Tomaz Mavrič CM nos convida a contemplar o chapéu de São Vicente com um olhar de fé:

Pe Tomaz Mavrič CM diz-nos:

Chapéu de Vicente. Usado, desgastado. Pode-se ver buracos por todas as partes. Podemos imaginar Vicente de Paulo andando pelas ruas de Paris e de outras cidades, utilizando-se este chapéu para proteger-se do frio e da neve. Mas, novamente, o chapéu era uma ferramenta. Uma ferramenta para servir. Esta relíquia também nos fala e nos convida a refletir sobre Vicente de Paulo e sobre o seu itinerário. Nos leva a refletir o porquê que o levou a apaixonar-se por Jesus Cristo. Sabemos que ele sempre caminhou incansavelmente até à exaustão física, até quando já não podia andar. É o período último de sua vida onde permanecia em seu quarto. Hoje, porém, somos convidados a sair, sempre com Jesus.

Perguntas para o diálogo:

Depois de assistir a esse vídeo, podemos sugerir as seguintes reflexões:

  1. O que contemplamos com o chapéu de São Vicente?
  2. O chapéu protege do sol excessivo, ajuda a proteger-nos dos perigos da viagem. Que “perigos e dificuldades” encontramos em nossa maneira de servir os Pobres, seguindo o exemplo de Jesus Cristo? O que podemos fazer para superar essas dificuldades, minimizar esses perigos?
  3. Depois de refletir sobre as perguntas acima, pensemos em alguns compromissos (pessoais e de grupo), concretos e passíveis de avaliação.

Visão geral desta série de vídeos

O ano de 2017 é, para nós, o ano do carisma. Ao contrário de outros fundadores, São Vicente de Paulo não tinha visões. O Espírito Santo surpreendeu e questionada em dois momentos-chave da sua vida, revelando dois pobreza: os pobres do país estão passando fome e condenado, porque você não sabe as verdades necessárias para a salvação. Portanto, houve fome da Palavra de Deus e fome de pão … ambos resultando em uma morte dupla: o corpo e a alma. Após os fracassos da primeira década de sua vida sacerdotal (sabemos que a partir de uma carta para sua mãe, dizendo-lhe desejo de uma aposentadoria honrosa para passar o resto de sua vida com ela), Vicente começou a descobrir um novo sentido à sua vida como resultado da sua caridade para a atividade pobres. Folleville e Châtillon foram os cruzamentos onde Vincent encontrados Deus. A partir desses eventos, Vicente encontrou-se imerso em uma missão que deu sentido e direção para as suas vidas … e dá sentido à nossa, como membros da Família Vicentina.

No início da nosso Ano Santo, ou Ano carismático … ou talvez melhor dizer o nosso Ano Jubilar, Pe Tomaz Mavrič, CM., Superior Geral, tendo em conta a sugestão de um confrade (Fr Luiggi Mezzadri, CM ), decidiu continuar a se comunicar com todos os membros da Família Vicentina com vídeo de mensagens curtas, de fácil acesso, graças à mídia. Ele vai começar com algumas reflexões sobre o casaco, chapéu e sandálias de San Vicente preservados no Mission House Turim (Itália), a partir da Revolução Francesa. Enquanto mantém estas relíquias em suas mãos, ele nos lembra que o carisma vicentino nos toca de perto, também para nós. Somos chamados a olhar para a rocha da qual foram cortados, a pedreira da qual fomos levados (Is 51,1). Outras mensagens sobre vários temas e desenvolvido em vários lugares: Folleville, Chatillon, Paris, Château-l’Évêque, Dax, e em lugares que são significativos para a caridade e missão, que hoje continua a atualizar o carisma vicentino.

Inicialmente ser transmitido em oito línguas: Espanhol, Inglês, Francês, Português, Esloveno, Eslovaco, Italiano, Polonês, mas também queremos chegar com outras linguagens mais locais.

Este trabalho foi confiado a Piotr Dziubak, um cineasta que produziu filmes importantes e documentários como “De Gasperi-mio padre”; “Santo subito. Alle periferie del mondo con Giovanni Paolo II”; “Liszt”; “Das Fenster zur Welt – 50 Jahre Zweites Vatikanisches Konzil”.

Este é um trabalho que começa hoje e vai continuar com os shorts que podem ser feitos a partir da perspectiva e experiência dos diferentes ramos da Família Vicentina. Também desta forma, seremos capazes de testemunhar ao mundo que o carisma vicentino é hoje vivo e ativo.

Vídeo cortesia do canal YouTube de CMglobal, feito a partir de uma idéia do Pai Luigi Mezzadri, CM, e dirigido por Piotr Dziubak.


Tags:

Pin It on Pinterest

Share This