O terceiro dia do encontro de líderes da Família Vicentina em Roma começou às 8h15, com a Eucaristia, que foi celebrada na Paróquia da Divina Misericórdia, localizada ao lado do Agustinianum, onde se realizou o encontro. Às 9h, começaram as palestras que encheram um dia intenso e frutífero.

A irmã Regina Hiavac, Filha da Caridade, e Eduardo Almeida, da Sociedade de São Vicente de Paulo apresentara em primeiro lugar as reflexões que toda a Família Vicentina está realizando sobre a criação de uma cultura de vocações no carisma vicentino. Depois, um painel de diálogo formado pela irmã Veronika Hausler, SC, Denise el-Khoury, James Walters e Astor Rodríguez, CM, permitiu conhecer algumas experiências pessoais e pistas para o desenvolvimento da cultura de vocações.

Depois do almoço, começaram os encontros da 3 da tarde. O irmão da Caridade René Stockman fez uma apresentação sobre a transmissão de instituições dentro do carisma vicentino, uma questão que preocupa diversas congregações devido à diminuição das vocações e ao desejo de conservar o carisma delas, entregando a gestão a outras instituições ou pessoas dentro da Família Vicentina.

Os trabalhos da tarde foram finalizados com outras três apresentações muito interessantes:

1. Um vídeo da obra de Taizé e sua relação com o carisma vicentino, apresentando uma  solicitação da comunidade ecumênica de Taizé de ter uma presença vicentina permanente em seu centro.

2. Uma apresentação do projeto em curso do Missal Vicentino, que reúna todos os santos e beatos da nossa grande família, sob responsabilidade da irmã Bernadette Miller, FC.

3. Uma apresentação do trabalho que se está realizando nos Países Baixos sobre a exposição do carisma vicentino de uma perspectiva secular, que foi feita por Marieke van de Ven, Jos Roemen y Hernike van Riel.

O dia terminou quase às 19h, com a urgência de sair do Agustinianum porque as portas já estavam sendo fechadas.


Tags:

Pin It on Pinterest

Share This