“Carta de Nairobi”: resoluções da Assembléia “Toda África” da SSVP

por | jul 26, 2022 | Notícias, Sociedade de São Vicente de Paulo | 0 Comentários

De 20 a 23 de julho de 2022, o Quênia sediou a 2ª Assembléia “Toda África”, que reuniu os presidentes nacionais dos 42 países onde a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) está presente em solo africano. O último evento desta natureza ocorreu em 2015 na África do Sul.

Ao final dos trabalhos, os presentes decidiram adotar o documento denominado “Carta de Nairóbi”, que contém várias resoluções a serem seguidas pelos 42 Conselhos Nacionais ou Superiores da África até 2027, quando será realizada uma nova Assembléia. A Carta faz recomendações nas áreas de juventude, formação, boa governança, Família Vicentina, liderança e eleições.

Você pode lê-lo abaixo:

RESOLUÇÕES ASSEMBLEIA
“TODA ÁFRICA” 2022

Carta de Nairóbi – Quênia

Nós, líderes da Sociedade de São Vicente de Paulo no continente africano, participantes da Assembleia “Toda África”, reunidos em Nairóbi, de 20 a 23 de julho de 2022, após a devida consulta e reflexão, assinamos esta CARTA e nos comprometemos com os seguintes pontos para os próximos 5 anos:

Resolução 1. Juventude

Precisamos nos envolver mais com os jovens a fim de apreciar suas opiniões e pontos de vista com relação à Sociedade, ou seja, para conhecerem melhor a Sociedade de São Vicente de Paulo no sentido de mostrarmos a visão correta sobre a nossa entidade. Muitas pessoas pensam que a SSVP é para os idosos. Isto nos permitirá não somente corrigir estas anomalias, mas também, do ponto de vista da juventude, colocar em prática projetos e/ou atividades que repercutam bem com eles para facilitar seu ingresso na Sociedade.

Resolução 2. Formação

A formação tem que ser contínua e adaptar-se às mudanças das necessidades dos confrades, das consócias e dos assistidos. A Sociedade de São Vicente de Paulo deve estar viva às transformações dentro do mundo e estar em posição de adotar adequadamente seus membros para que possam lidar corretamente frente essas necessidades.

Resolução 3. Comunicação

A comunicação deve ser um processo de duas vias, que implica em acompanhamento para garantir que os resultados necessários sejam, não apenas alcançados, mas que estejam de acordo com as expectativas. Aqueles em posição de autoridade ou a quem a informação precisa ser fornecida devem assegurar que os problemas na comunicação devem ser eliminados. Isto pode ser feito através de monitoramento constante e visitas, se necessário. Isto também poderia ser reforçado pelo treinamento e capacitação dos nossos confrades e consócias, em especial os dirigentes.

Resolução 4. Boa Governança

Isto exigirá que os confrades e as consócias tenham uma boa compreensão das Regras e dos Estatutos da Sociedade. Os membros devem ter a responsabilidade de conhecer plenamente os documentos normativos que permitem o funcionamento da nossa Sociedade, para melhor performance. As decisões também devem ser tomadas de forma transparente e de acordo com os rergulamentos da SSVP. Informações abrangentes devem ser fornecidas de forma compreensível para que as decisões possam ser tomadas de maneira adequada.

Resolução 5. Liderança

Aqueles em posição de liderança devem estar dotados com meios para implementar planos de sucessão (transição entre líderes) de modo a renovar o quadro de liderança. Também é imperativo que aqueles que estão em posições de liderança estejam familiarizados com as regras e regulamentos que definem tais posições, por exemplo, estar atento ao final dos mandatos e aos processos eleitorais. A implementação adequada de procedimentos de sucessão evitará problemas, como por exemplo, líderes que permanecem em seus cargos fora dos limites de tempo atribuídos a eles.

Resolução 6. Família Vicentina

Reiteramos nossa abertura, disponibilidade e boa vontade para trabalhar em conjunto com os diferentes ramos da Família Vicentina internacionalmente. Ao mesmo tempo, estaremos trabalhando e fazendo nosso melhor para fortalecer os Conselhos Nacionais e Regionais da Família Vicentina no continente africano. Como prova da importância que a Família Vicentina tem para a SSVP, o Presidente-Geral nomeou o confrade Kim Eseka Emmanuel (Nigéria) como representante do Conselho Geral Internacional no Conselho Africano da Família Vicentina Africana (VFAC) por um mandato renovável de dois anos.

Resolução 7. Quarta Assembleia “Toda África”

O Presidente-Geral criará um comitê para analisar este assunto. O comitê fornecerá feedback ao Conselho Geral Internacional para a decisão final após cuidadosa consideração de todas as solicitações apresentadas. A Assembleia será realizada em 2027.

Tags:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This