últimas notícias sobre o COVID-19

Orações e Leituras para a Festa de Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa

por | nov 23, 2021 | Formação | 0 Comentários

No dia 27 de novembro de 1830, a Virgem Santíssima aparece novamente à Catarina na mesma Capela. Desta vez foi as 5 e meia da tarde, durante a meditação. Primeiro Catarina viu como que dois quadros vivos, unidos, nos quais a Virgem estava de pé sobre meio globo terrestre, esmagando uma serpente com seus pés. No primeiro quadro, a Virgem tinha consigo um pequeno globo dourado em suas mãos, com uma cruz que subia aos céus. Catarina ouve: “Esta esfera representa o mundo inteiro e cada pessoa em particular”.

No segundo quadro, saem de suas mãos abertas, cujos dedos tem anéis de pedras preciosas, uns raios de um brilho belíssimo. Ao mesmo tempo Catarina ouve uma voz que diz: “Estes raios são o símbolo das graças que eu consigo para a humanidade”. Depois se forma um arco oval ao redor da aparição e Catarina vê escrito em semicírculo uma invocação, até então desconhecida, escrita em letras de ouro: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”. E ouve em seguida uma voz: “Mande cunhar uma medalha segundo este modelo. As pessoas que a carregarem com confiança receberão inúmeras graças”. Depois, o quadro se vira e Catarina vê o reverso da medalha: acima, uma cruz sobre a letra “M”; abaixo, dois corações: um coroado de espinhos e outro traspassado por uma espada.

O seguinte é o roteiro litúrgico para a celebração da Festa da Santíssima Virgem Maria da Medalha Milagrosa.

Antífona da Entrada (cf. Jt 13,23.25)

O Senhor Deus vos abençoou, Virgem Maria, mais que a todas as mulheres na terra. Ele exaltou o vosso nome: que todos os povos cantem vosso louvor.

Oração do dia

Senhor, pela Imaculada Virgem Maria, intimamente unida a seu Filho, nos cumulais de alegria pelos vossos imensos benefícios. Certos de seu socorro maternal, concedei-nos corresponder sempre à vossa infinita bondade e associar-nos com fé inabalável ao mistério da vossa redenção. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura: Ap. 12, 1.5.14-17

Um grande sinal apareceu no céu.

Leitura do Livro de Apocalipse

Apareceu um grande sinal no céu: uma mulher revestida do sol, a lua debaixo de seus pés, e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Ela deu à luz um filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro. Seu filho foi arrebatado para junto de Deus e do seu trono. À mulher, foram dadas duas asas de grande águia, a fim de voar para o deserto, para o lugar de seu retiro. A Serpente vomitou contra a mulher um rio de água, para arrastá-la nas suas águas. A terra, porém, acudiu a Mulher, abrindo a boca para engolir o rio que o Dragão vomitara. Este então se irritou contra a mulher e foi fazer guerra ao resto de sua descendência, aos que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus.

Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial (Sl 44,11-12.14-15.16-17)

R. Posta-se à vossa direita a rainha, ornada de ouro de Ofir.

– Ouve, filha, vê e presta atenção, esquece o teu povo e a casa de teu pai. Da tua beleza se encantará o rei. Ele é teu senhor, rende-lhe homenagens.

– Toda formosa entra a filha do rei, com vestes bordadas de ouro. Em roupagens multicores apresenta-se ao rei; após ela vos são apresentadas as virgens, suas companheiras.

– Levadas entre cantos de alegria e de júbilo, ingressam no palácio real. Tomarão os vossos filhos o lugar de vossos pais, vós os estabelecereis príncipes sobre toda a terra.

Aclamação ao evangelho

Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Vós sois bela, ó Maria, e o pecado original não se encontra em vós

Evangelho (Jo 2,1-12)

Este foi o primeiro sinal de Jesus.

† Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João

Naquele tempo, celebravam-se bodas em Cana da Galileia. E achava-se ali a mãe de Jesus. Também foram convidados Jesus e os seus discípulos. Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: “Eles não têm mais vinho”. Respondeu-lhe Jesus: “Mulher, isso nos compete a nós? Minha hora ainda não chegou”. Disse, então, sua mãe aos serventes: “Fazei tudo o que ele vos disser”. Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham, cada qual, duas ou três medidas. Jesus ordena-lhes: “Enchei as talhas de água”. Eles encheram-nas até em cima. “Tirai agora, disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes”. Logo que o chefe dos serventes provou a água tornada vinho, não sabendo de onde vinha (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o esposo e disse: “É costume servir primeiro o vinho bom, e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora”. Este foi o primeiro sinal de Jesus. Realizou-o em Cana da Galileia. Manifestou sua glória e os seus discípulos creram nele. Depois disso, desceram a Cafarnaum, ele, sua mãe, seus irmãos e seus discípulos. E ali ficaram apenas alguns dias.

Palavra da Salvação.

Sobre as oferendas

Ó Senhor, celebrando a memória da Santíssima Virgem Maria, nós vos oferecemos exultantes este sacrifício de louvor e vos pedimos que a gratidão pelos vossos benefícios faça de nossa vida uma contínua ação de graças. Por Cristo, Nosso Senhor.

Prefácio do Missal Romano de 08 de dezembro

Prefácio da Imaculada Conceição

Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai Santo, Deus eterno e todo-poderoso. A fim de preparar para o vosso Filho mãe que fosse digna dele, preservastes a Virgem Maria da mancha do pecado original, enriquecendo-a com a plenitude de vossa graça. Nela nos destes a primícias da Igreja, esposa de Cristo, sem ruga e sem mancha, resplandecente de beleza. Puríssima, na verdade, devia ser a Virgem que nos daria o Salvador, o Cordeiro sem mancha, que tira nossos pecados. Escolhida entre todas as mulheres, modelo de santidade e advogada nossa, ela intervém constantemente em favor de vosso povo. Unidos à multidão dos anjos e dos santos, proclamamos a vossa bondade, cantando (dizendo) a uma só voz…

Antífona da comunhão (Lc 1, 48.49)

Todas as gerações me chamarão bem-aventurada porque o Poderoso fez em mim grandes coisas. E santo é o seu nome.

Depois da comunhão

Revigorados pelo sacramento da eterna redenção, nós vos pedimos, ó Senhor nosso Deus, que, celebrando com alegria a Imaculada Mãe de vosso Filho, prossigamos mais vigorosamente na peregrinação da fé, até que, admitidos à mesa do vosso Reino, possamos com ela glorificar-vos na eternidade. Por Cristo, Nosso Senhor.

Faça o download deste documento em outros idiomas:

(formato PDF)

Fonte: https://amminter.org/

Visite o site da Associação Internacional da Medalha Milagrosa

Tags:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VinFlix

Doar para .famvin

Ajude-nos a continuar a trazer-lhe notícias e recursos na web.

Pin It on Pinterest

Share This