Na noite de 22 de dezembro, Pe. Tomaž Mavrič, CM, transmitiu uma mensagem de Natal pelo Facebook, da reunião da Família Vicentina em Escobar, Buenos Aires (Argentina), a toda a Família Vicentina do mundo.

Mensagem do P. Tomaž:

Querida Família Vicentina:

Neste Natal de 2018, quero compartilhar com todos vocês o grande privilégio que temos, como pessoas de fé e como vicentinos. No mistério da Encarnação, encontramos o núcleo de nossa fé: Deus se torna homem e, tornando-se igual a nós, nos torna mais semelhantes a Ele. Graças a Jesus, hoje nossa salvação se torna um caminho diário feito de proximidade.

Jesus nasceu pobre, para nos dizer imediatamente que é nos pobres onde podemos encontrar a Deus e a nossa redenção. Apesar do progresso deste período histórico hiper-tecnologizado, o mundo é afetado por numerosas guerras, por populações inteiras exploradas e famintas, e por doenças sem cura que nem o progresso pode resolver, e que somente Ele, o amor, pode resolver; aquele amor que é experiência direta e não especulação filosófica, a experiência de um encontro com o outro baseada na confiança e na solidariedade.

Encontrando-me em momentos diferentes com os jovens, ouço uma pergunta: “O que podemos fazer para melhorar este mundo?” E a resposta: experimente o amor pelos pobres.

Jesus foi claro e São Vicente de Paulo sempre repetiu, exortando-nos a encontrar os mais abandonados. É preciso treinar os olhos e o coração para reconhecê-los, porque, muitas vezes oprimidos pelas coisas do mundo, não percebemos a dor daqueles que estão próximos a nós. Treinar os olhos e o coração para ver os pobres é uma prática diária que encontra, em oração, o seu melhor ginásio. Através da comunhão com Deus, com Jesus, podemos refinar nossos sentimentos e nos tornar receptivos aos outros. Só então podemos sensibilizar nossa criatividade e encontrar soluções onde parece não haver nenhuma.

Deus mostrou seu amor por nós, dando-nos seu filho, Jesus. Podemos fazer o mesmo, acolhendo os filhos de Deus marginalizados, aflitos e desesperados. Para isso, podemos também seguir o exemplo de Maria e José que, apesar da adversidade, mantiveram sua família forte, respeitando a vontade de Deus Pai.

Hoje, Cristo nasce para se opor a toda essa miséria irracional e, ao nascer, coloca diante de nós nossa responsabilidade como filhos de Deus. Cada um de nós, como vicentinos e, acima de tudo, cristãos, temos o dever de acolher Jesus em nossos corações, dando um significado concreto à nossa vocação, nossa missão. Por esta razão, encorajo-vos com todo o meu coração a continuar com a oração diária, a meditação diária, como ensinada por São Vicente de Paulo, centrada em um tema particular; Proponho-lhes que se solidarizem com os pobres e os conduzam ao Salvador como o encontramos.

“Senhor Jesus, venha e abra nossos corações e nos faça dóceis à sua vontade.”

Feliz Natal e que Deus te abençoe.

Pin It on Pinterest

Share This