Com imensa alegria, o Conselho Geral Internacional da SSVP informa que acabamos de conseguir um retrato do fundador Félix Clavé. A ilustração encontra-se dentro de um livro de 1851, escrito pelo cronista Maurice-Oscar Honoré de Bourzeis, da França.

Pierre-Emmanuel-Félix Clavé nasceu em 8 de julho de 1811, em Toulouse (França), e faleceu em 9 de novembro de 1853, em Pau (França). Clavé era um dos sete fundadores inspirados por Deus para a fundação da Sociedade de São Vicente de Paulo, em 1833.

O Conselho Geral Internacional quer agradecer, do fundo do coração, ao confrade Adenilton Moreira, de 30 anos, morador da cidade de Conselheiro Lafaiete (Minas Gerais – Brasil), pela descoberta da imagem de Félix Clavé. Ele é vicentino desde 1999, e atualmente participa da Conferência Nossa Senhora de Fátima.

“Eu estava pesquisando sobre a vida de Lallier, pois participei do concurso internacional, buscando as fotos, desenhos ou imagens dos fundadores. Mas não encontrava nada sobre Clavé. Pesquisando na internet, usando as palavras-chave apropriadas, cheguei ao livro de Bourzeis, que trouxe, na página 24, uma imagem do nosso fundador. A partir daí, entrei em contato com o confrade Renato, que ficou sem palavras”, explicou Adenilton.

A descoberta do retrato de Clavé é um presente de Deus para a SSVP. “Nós estamos muito contentes pela descoberta da imagem de Clavé, o único fundador que não tínhamos uma ilustração nem retrato. Não tenho palavras para descrever a minha alegria. A Divina Providência deu, para toda a comunidade vicentina internacional, esse verdadeiro presente. Agora, a galeria de fotos dos fundadores está completa”, enfatizou Renato.

Dos sete fundadores, Clavé é o menos conhecido. Ele se mudou para Paris em 1831, quando conheceu Ozanam e Bailly, vindo a pertencer à Conferência de Caridade. Com o desdobramento da primeira Conferência, Clavé foi o primeiro presidente da Conferência São Felipe du Roule, criada num bairro de Paris. Clavé era um homem de letras e das leis. Publicou várias obras, entre elas uma coleção de poesias (1836) e um livro sobre o Papa Pio IX (1848).

Trabalhou na Argélia e no México. Casou-se em 1847 na Paróquia Nossa Senhora de Lorette (há poucos metros da sede atual do Conselho Geral Internacional). Não teve filhos. Seu nome foi envolvido injustamente num caso jurídico, sendo alvo de chantagens e de falsas acusações, atingindo fortemente a sua reputação. Por conta das arbitrariedades que sofreu, teve sua saúde debilitada, o que contribuiu para a sua morte ainda muito cedo, aos 42 anos de idade, apenas dois meses após o falecimento de Ozanam.

Clavé era uma pessoa honrada e nunca renunciou à sua fé, apesar de todas as injúrias e calúnias sofridas. Ele será sempre lembrado, na história da SSVP, como um dos sete fundadores. Em 2020, o Conselho Geral irá declarar o “Ano Temático Internacional de Félix Clavé” e os vicentinos de todo o mundo terão a oportunidade de estudar e conhecer mais sobre a vida e obra deste fundador.

Fonte: https://www.ssvpglobal.org/

Pin It on Pinterest

Share This