Sections

Ir para as periferias • Um vídeo de P. Tomaz Mavrič

Em uma nova série de três vídeos, Pe Tomaz Mavrič CM convida-nos a continuar a aprofundar o significado do carisma vicentino, que celebra o seu 400º aniversário este ano de 2017.

Recorde-se que na primeira série de vídeos publicados em Janeiro de, p. Mavrič convidou-nos a olhar com fé e caridade três objetos que pertenceram a Vicente de Paulo: o chapéu, a capa e as sandálias.

O primeiro desta nova série, “A globalização da caridade“, eo segundo “Seu chamado” foram publicados em semanas anteriores. Apresentamos agora o terceiro e último.

Neste novo vídeo, Pe Tomaz Mavrič CM convida-nos a ir para as periferias: ouvir as palavras de Pai Tomaz e admirar as belas imagens que acompanham o vídeo, eu entendi uma coisa maravilhosa. O convite para ir para as periferias, o pai Geral ressoar no coração da frase do Evangelho. Nas periferias tenham vida em abundância (Jo. 10:10) porque nós encontrar e sei tantos irmãos e irmãs. Este é o milagre de um carisma e uma vocação.

O P. Tomaz Mavrič CM  nos diz:

Como Família Vicentina, somos chamados para ir para as periferias, mas não sozinhos, ou apenas como um ou dois Ramos. A Família Vicentina está crescendo. E, é muito importante que vamos caminhemos juntos como Família, que planejemos juntos e que vamos sempre juntos. Que ao iniciar este projeto de saída, rezemos também juntos. O Papa Francisco nos disse “sair para as periferias”. E é isso que Vicente de Paulo começou fazendo. Ele saiu. O quanto ele gostaria de encontrar a cada um de nós, encontrar a todos os membros da Família Vicentina e encantar a cada pessoa assim como ele foi tocado há 400 anos.

Links de vídeo em outros idiomas:

Perguntas para o diálogo:

Depois de assistir este vídeo em comum, podemos refletir:

  1. Papa Francis,  e nossos fundadores antes, repetidamentenos convidaram a ir ao encontro do pobre, para ir para as periferias. Como estamos fazendo, no meu ramo, movimento ou Vicentina lugar?
  2. Como podemos melhorar o nosso serviço e atender os pobres, nossos mestres e senhores?
  3. Como estamos colaborando os diferentes ramos, movimentos, ou lugares vicentinos no meu ambiente? Poderíamos fazer melhor?

Visão geral desta série de vídeos

2017 é, para nós, o ano do carisma. Ao contrário de outros fundadores, São Vicente de Paulo não tinha visões ou mensagens diretas. O Espírito Santo surpreendeu e o questionou em dois momentos-chave da sua vida, revelando: os pobres do país estão passando fome e condenado, porque você não sabe as verdades necessárias para a salvação. Portanto, houve fome da Palavra de Deus e fome de pão … ambos resultando em uma morte dupla: o corpo e a alma. Após os fracassos da primeira década de sua vida sacerdotal (sabemos que a partir de uma carta para sua mãe, dizendo-lhe desejo de uma aposentadoria honrosa para passar o resto de sua vida com ela), Vicente começou a descobrir um novo sentido à sua vida como resultado da sua caridade para a atividade com pobres. Folleville e Châtillon foram os cruzamentos onde Vincente encontrou Deus. A partir desses eventos, Vicente encontrou-se imerso em uma missão que deu sentido e direção para a sua vida … e dá sentido à nossa, como membros da Família Vicentina.

No início da nosso Ano Santo, ou Ano carismático … ou talvez melhor dizer o nosso Ano Jubilar, Pe Tomaz Mavrič, CM., Superior Geral, tendo em conta a sugestão do padre Luiggi Mezzadri, CM, decidiu continuar a se comunicar com todos os membros da Família Vicentina com vídeo de mensagens curtas, de fácil acesso, graças à mídia. Ele começou com algumas reflexões sobre a capa, o chapéu e as sandálias de São Vicente preservada na Casa da Missão em Turim (Itália), a partir da Revolução Francesa. Ele continua com esta nova série de três vídeos novos, convidando-nos a aprofundar o carisma vicentino:

  • Globalização da caridade
  • A sua chamada
  • Ir para as periferias

Inicialmente será transmitido em oito línguas: espanhol, inglês, francês, português, esloveno, eslovaco, italiano, polonês, mas também queremos chegar com outras linguagens mais locais.

Este trabalho foi confiado a Piotr Dziubak, um cineasta que produziu filmes importantes e documentários como “De Gasperi-mio padre”; “Santo subito. Alle periferie del mondo con Giovanni Paolo II”; “Liszt”; “Das Fenster zur Welt – 50 Jahre Zweites Vatikanisches Konzil”.

Vídeo cortesia do canal YouTube de CMglobal, feito a partir de uma idéia do Pai Luigi Mezzadri, CM, e dirigido por Piotr Dziubak.

No comments yet.

Deixar uma resposta